Uma boa dose de Dezembro

 

Ninguém percebeu quando Dezembro chegou voando. Junto com ele foram chegando, aos poucos, mesas cheias de gente, apresentações finais e comemorações. Ele disse que era pra ter família, amigos e vizinhos reunidos. Dezembro é assim mesmo, vem sempre cheio de bons motivos pra estarmos rodeados de pessoas queridas enquanto finalizamos as atividades do ano.

Dezembro gosta de surpresas com quem que a gente quer bem. Um pacote chegando pelo correio, um cartão ou até um telefonema que pega a gente de surpresa no meio de um sábado decorando a casa pro Natal. Ficou mais comum aproveitar a época de boas festas pra mandar uma SMS ou um e-mail desejando um monte de coisas boas. Dezembro adora substituir o “tô morrendo de saudades” por “tô indo aí pra te ver”. Haja coração.

Dezembro adora viagens: quem mora longe volta pro lugar que realmente chama de casa e quem mora perto vê em Dezembro uma boa oportunidade pra dar uma fugida das coisas de todos os dias. Tchau, rotina! E tchau dieta, pois Dezembro adora ser a desculpa para os mestre-cucas experientes irem para a cozinha com um tempero especial: carinho.

Lojas lotadas, feiras de natal, gente cantando e um bom velhinho vestido de vermelho passeando por aí durante todo o mês. Dezembro vem com calor, cheiro de protetor solar e cerveja gelada numa roda de amigos. Dezembro também vem com muita chuva – é um mês de intensidade.

Essas coisas fazem de Dezembro um mês especial, mas ele sempre acaba depois de um banquete especial, um brinde e fogos de artifício numa grande festa. Dezembro vai embora junto com 7 ondas e 12 uvas. Ele chega pra colocar uma boa dose de pontos finais e vai embora nos preparando para novos parágrafos e promessas para o novo ano.

Dezembro, seja maravilhoso.

Ana Metz Castan

Ana Metz Castan

Ana é louca por flores, adora chás e odeia clichês. Tem sempre à mão papel e caneta e adora juntar gente em volta de uma mesa. Curiosa e apaixonada, explora projetos que tragam mais empatia, criatividade e leveza para o mundo. Acredita que água salgada curatudo e que tristeza não tem espaço em dias de céu azul e frio. Ana é fundadora do Uma Boa Dose e hoje estuda na Kaospilot, na Suíça.
Ana Metz Castan

Últimos posts por Ana Metz Castan (exibir todos)

Experimente também

Ser ou não ser? (E suas cicatrizes)

Por Gabe Hansel

Em Hamlet, Shakespeare, dotado de sua espetacular consciência da vida, apresenta-nos uma questão filosófica muitíssimo interessante de ser debatida na […]

Uma História Tão Antiga Quanto o Tempo

Por Humberto Cardoso Filho

Em um dia qualquer, numa situação irrelevante para essa história, você viu ela passar.     Com aquele jeito engraçado […]

Degustando...