Uma boa dose de portas

Num passeio lindo pelas ruas de Berna durante a noite, me flagrei prestando atenção nas portas que ficavam ali, lado a lado, esperando algo acontecer. Apesar de ser algo bem comum no nosso dia a dia, as portas ainda são símbolos pra o começo de muita coisa. Por quantas portas você passa durante o seu dia? Portas abertas, como braços, recebem os curiosos, os apressados e também os presos na rotina. Tanto faz se são majestosas, tem cores vibrantes ou acabam se disfarçando junto com as paredes: gosto de pensar em portas como marcando a entrada em um novo espaço ou o primeiro passo pra uma nova experiência. Quantas ansiedades já seguraram uma maçaneta por um segundo a mais antes de abrir uma porta?

Amigos em silêncio preparando uma festa surpresa. O marido que chega com um buquê de flores. O vizinho atencioso que traz um bolo no fim de semana. O casal apaixonado que se trancou no banheiro. O paciente ansioso para buscar o resultado de um exame. A adolescente que não quer sair do quarto. A velhinha que faz crochê. As visitas. O executivo estressado. A família almoçando junto em um domingo. O que é que pode se esconder atrás de uma porta? É hora de pensar em portas como incríveis ingredientes para uma vida mais cheia de surpresas!

É verdade que fechar as portas pode ser símbolo de algo que acabou (que se fechou), mas aqui no Uma boa dose a gente torce por um mundo com menos gente se isolando atrás de portas e menos discussões acabando com portas batendo. Se for pra fechar portas, que seja no banheiro! 🙂

Um elemento que é tão carregado de significados e ao mesmo tempo tão comum no nosso dia pede uma boa dose de criatividade, né? Que tal uma porção de portas do mundo todo para inspirar novos começos nessa semana? Sirva-se:

Fonte das fotos: Pinterest

Ana Metz Castan

Ana Metz Castan

Ana é louca por flores, adora chás e odeia clichês. Tem sempre à mão papel e caneta e adora juntar gente em volta de uma mesa. Curiosa e apaixonada, explora projetos que tragam mais empatia, criatividade e leveza para o mundo. Acredita que água salgada curatudo e que tristeza não tem espaço em dias de céu azul e frio. Ana é fundadora do Uma Boa Dose e hoje estuda na Kaospilot, na Suíça.
Ana Metz Castan

Últimos posts por Ana Metz Castan (exibir todos)

Experimente também

j'ai pas compris

Por Carla Mereles

“Hamlet observa a Horácio que há mais coisas no céu e na terra do que sonha a nossa filosofia. Era […]

Ser parte da mudança (Ser mulher)

Por Gabe Hansel

Busco evitar ao máximo vagar pela minha timeline do facebook ou me intoxicar com as notícias dos jornais, da TV […]

Sem comentários

  • Juliana Metz 10/03/2014   Reply →

    Ana,

    Parabéns!

    Lindo o texto e as fotos, você É muito inspirada, obrigada por ser minha filha.

    Tenho MUITO orgulho de você!

    Juliana

  • Thiago 11/03/2014   Reply →

    E eu que pensei ser o único com essa curiosidade peculiar com as portas que nos rodeiam! Também já me peguei várias vezes pensando no que existiria atrás das portas de cada umas das salas do prédio em que eu trabalho ou atrás das portas dos apartamentos do meu prédio!

    Espero que mês que vem a gente abra uma porta para receber um ao outro na sua visita por aqui! Saudades amiga!

    Abs de um amigo sempre de portas abertas pra você e janelas escancaradas para seus pensamentos malucos e intrigantes! 😀

Degustando...