Fonte: Pinterest

Maresia

Viagem

Foi viajar e, ao invés de deixar a chave em casa, deixou o coração.

 

 

Norte, Sul, Leste, Oeste… Ele ia, literalmente, pra onde o vento o levava.

Seu veículo era de madeira maciça e pesava toneladas, quase tanto quanto seu peito. Sentia ondas de saudade e brisas de emoção, mas tudo que tinha era o horizonte, evolvendo-o de braços abertos. O mar roubava sua solidão e oferecia companhia em troca.

Sabia qual seu norte, mas a bússola sempre apontava pro lado oposto.

 

Alguns viviam da superficialidade que ter um amor em cada porto permite e ele, de ancorar em seu porto seguro.

Conhecia os sete mares, mas tinha saudade do mesmo endereço.

 

8

 

Viviam de declarações. De cartas em garrafas, jogadas na imensidão azul.

Navegava à luz de faróis, mas seus olhos brilhavam só por ela.

 

 

 

Se viam pouco e se gostavam muito.

 

Ia viajar, e deixava em casa o coração.

 

Ia viajar e, secretamente, fazia o mesmo desejo.

Se cuida. Por mim, por você, por nós.

Humberto Cardoso Filho

Humberto Cardoso Filho

Paulista radicado em SC, publicitário por formação e escritor por Hobby. Apareço, normalmente, 2 quartas por mês aqui no Uma Boa Dose compartilhando um pouco do meu mundo. Apaixonado por trabalho voluntário, hoje sou Organizador do TEDxBlumenau. Acredito que histórias tem, sim, poder transformador e busco usar as palavras com esse objetivo.
Humberto Cardoso Filho

Últimos posts por Humberto Cardoso Filho (exibir todos)

Experimente também

A conexão do Ser

Por Murilo Igarachi

Eu diria que é uma experiências mais intrigantes e intensas da vida. Leva-te ao topo do Evereste e te derruba […]

Hippie, hardcore ou executiva: mãe é mãe, mãe é arte

Por Carla Mereles

Saia longa colorida, regata estampada, rasteirinha e colares grandes. Calça social e blazer, salto alto e bolsa cheia de bugiganga […]

Degustando...