Fonte: Pinterest

Caos

Em homenagem, e pra ler ouvindo: Imagine Dragons – Demons.

 

Ela é Linda.

Você com certeza pensa em alguém quando ouve isso. E ela era exatamente assim: linda.

O estereótipo de menina linda.

O seu estereótipo de menina linda.

Tem seus altos e baixos como todo mundo e é cativante como ninguém. Mesmo que cante mal, sua voz é música aos ouvidos.

Respira leve, e arranca suspiros por onde passava. Eu não sei como, mas tenho certeza que o sol brilha diferente pra ela.

Ela é linda, mas carregava com ela mesma coisas demais.

 

 

E quando seu coração resolvia bater mais rápido, no meio daquele acúmulo, algo dizia:

“Não chegue perto. Está escuro. É onde meus demônios vivem.”

 

 

Ele é bonito.

É seguro de si e tímido ao mesmo tempo.

Tem sempre pesadelos e, por isso, prefere dormir pouco.

Sabia que, apesar de bruta, a vida é meio mágica e sempre dá pra tirar um coelho da cartola.

Acreditava nisso cegamente.

Vivia bem com o buraco dentro de si, e procurava algo que fosse preencher aquele espaço.

 

18

 

 

Até que se encontraram, e seu coração acelerou para acompanhar o ritmo do dela.

Dava pra ver que tinha algo ali dentro, e era estranhamente familiar.

 

“Chegue mais perto. Há um inferno dentro de mim.

É onde seus demônios podem viver.”

 

 

Um dia alguém vai te abraçar tão apertado, que todos os seus pedaços vão se juntar de novo.

Humberto Cardoso Filho

Humberto Cardoso Filho

Paulista radicado em SC, publicitário por formação e escritor por Hobby. Apareço, normalmente, 2 quartas por mês aqui no Uma Boa Dose compartilhando um pouco do meu mundo. Apaixonado por trabalho voluntário, hoje sou Organizador do TEDxBlumenau. Acredito que histórias tem, sim, poder transformador e busco usar as palavras com esse objetivo.
Humberto Cardoso Filho

Últimos posts por Humberto Cardoso Filho (exibir todos)

Experimente também

Striptease

Por Humberto Cardoso Filho

  Esta noite, nada de lingeries sexy. Nada de quartos secretos de hotel. Esta noite não tem Barry White tocando, […]

Um Quarto

Por Murilo Igarachi

Os vinte e cinco vieram velozes. Exatos um quarto de século que se foram tão logo quanto chegaram. Provavelmente será […]

Um comentário

  • Mayara Floriani 22/10/2014   Reply →

    Quarta feira já começou bem! Muito bom 🙂 Abraço

Degustando...