Humans of New York, Humans of the World

O tema do mês é Vivendo Boas Doses, e, embora já tenha postado anteriormente a minha boa dose, não consegui (e não consigo!) me desprender deste tópico. Portanto, quero deixar aqui um extra, um plus, do que é viver boas doses.

Tudo começou com um rapaz e uma câmera fotográfica. O cenário é New York. E o que se ganha disso? Milhares de histórias inspiradoras.

Em minha opinião, Brandon Stanton (criador do Humans of New York), nunca – jamais! – pensou que seu projeto se tornaria o que é hoje. E, o que foi antes um simples blog, tornou-se uma das maiores páginas da internet.

Tudo o que Brandon faz é andar por New York tirando fotos de estranhos e coletando suas histórias de vida para postar em Humans of New York (blog no Tumblr), e que, de tão grande,  virou um livro com o conteúdo que adquiriu durante suas aventuras na Big Apple.

Todas essas histórias e fotografias, todas essas memórias e desabafos, são fontes inesgotáveis de boas doses. Eu, por exemplo, passo horas lendo os posts e acho tão vivo e emocionante que já me encontrei com lágrimas nos olhos em frente ao computador diversas vezes.

Não importa seu gênero, religião, altura, classe social, cultura… Isso se torna banal quando começamos a dividir nossas histórias e nos apaixonamos, mesmo que por alguns momentos, por uma pessoa desconhecida e por sua história de vida. Aquece o coração.

Há muito que se possa dizer sobre Humans of New York, mas é melhor ver e sentir, então, se ainda não conhece o projeto, você pode encontrá-lo aqui. Contudo, a página só oferece posts em inglês, mas, claro, a ideia pegou e é possível encontrar páginas no Facebook em português também. Por exemplo:

Humans of São Paulo.

Humanos de São Paulo.

Humanos de Recife.

Como eu disse anteriormente, há milhares de histórias inspiradoras em todos esses lugares e me faz pensar que, mesmo tão longe, estamos assim, tão perto.

Tudo começou com um rapaz e uma câmera fotográfica, e depois disso, você nunca estará só. Feliz boas doses!

Ingrid Tanan

Ingrid Tanan

A Ingrid é a moça dos sorrisos com covinhas e das bochechas rosadas. Ela aprecia um bom livro e, mais ainda, uma longa conversa sobre ele. Apaixonada por design, música, Friends, marshmallow, Tim Burton, cadernetas, postais e post-its. Acredita que escrever é seu momento – é poder estar consigo e refletir sobre o finito e infinito. Você pode encontrá-la em qualquer livraria de São Paulo ou às sextas aqui no Uma Boa Dose.
Ingrid Tanan

Últimos posts por Ingrid Tanan (exibir todos)

Experimente também

Uma carta de amor aos hermanos barbudos

Por Carla Mereles

Nós temos uma relação muito forte com artistas de toda sorte. A cumplicidade em ouvir só aquele álbum a semana inteira, comprar aquele ingresso 10x […]

Conexão entre a razão e a emoção

Por Gabe Hansel

A qualquer pessoa que se pergunte o que ela deseja da vida, a resposta mais comum será “ser feliz”, em […]

Degustando...