Humans of New York, Humans of the World

O tema do mês é Vivendo Boas Doses, e, embora já tenha postado anteriormente a minha boa dose, não consegui (e não consigo!) me desprender deste tópico. Portanto, quero deixar aqui um extra, um plus, do que é viver boas doses.

Tudo começou com um rapaz e uma câmera fotográfica. O cenário é New York. E o que se ganha disso? Milhares de histórias inspiradoras.

Em minha opinião, Brandon Stanton (criador do Humans of New York), nunca – jamais! – pensou que seu projeto se tornaria o que é hoje. E, o que foi antes um simples blog, tornou-se uma das maiores páginas da internet.

Tudo o que Brandon faz é andar por New York tirando fotos de estranhos e coletando suas histórias de vida para postar em Humans of New York (blog no Tumblr), e que, de tão grande,  virou um livro com o conteúdo que adquiriu durante suas aventuras na Big Apple.

Todas essas histórias e fotografias, todas essas memórias e desabafos, são fontes inesgotáveis de boas doses. Eu, por exemplo, passo horas lendo os posts e acho tão vivo e emocionante que já me encontrei com lágrimas nos olhos em frente ao computador diversas vezes.

Não importa seu gênero, religião, altura, classe social, cultura… Isso se torna banal quando começamos a dividir nossas histórias e nos apaixonamos, mesmo que por alguns momentos, por uma pessoa desconhecida e por sua história de vida. Aquece o coração.

Há muito que se possa dizer sobre Humans of New York, mas é melhor ver e sentir, então, se ainda não conhece o projeto, você pode encontrá-lo aqui. Contudo, a página só oferece posts em inglês, mas, claro, a ideia pegou e é possível encontrar páginas no Facebook em português também. Por exemplo:

Humans of São Paulo.

Humanos de São Paulo.

Humanos de Recife.

Como eu disse anteriormente, há milhares de histórias inspiradoras em todos esses lugares e me faz pensar que, mesmo tão longe, estamos assim, tão perto.

Tudo começou com um rapaz e uma câmera fotográfica, e depois disso, você nunca estará só. Feliz boas doses!

Ingrid Tanan

Ingrid Tanan

A Ingrid é a moça dos sorrisos com covinhas e das bochechas rosadas. Ela aprecia um bom livro e, mais ainda, uma longa conversa sobre ele. Apaixonada por design, música, Friends, marshmallow, Tim Burton, cadernetas, postais e post-its. Acredita que escrever é seu momento – é poder estar consigo e refletir sobre o finito e infinito. Você pode encontrá-la em qualquer livraria de São Paulo ou às sextas aqui no Uma Boa Dose.
Ingrid Tanan

Últimos posts por Ingrid Tanan (exibir todos)

Experimente também

O Primeiro Herói

Por Humberto Cardoso Filho

Todo mundo tem um primeiro que fica na memória.   Um primeiro beijo, um primeiro amor, um primeiro lugar,um primeiro […]

Sobre segundos e eternidade

Por Ingrid Tanan

Sou uma observadora. Sou uma observadora e eu vejo. Há dois meses tive a oportunidade de ir à França. Inicialmente, […]

Degustando...