Fonte: Humberto Cardoso Filho

A Próxima Grande Conversa

conversas

Esse não é um texto sobre DR.

Até talvez seja, mas não aquela que você está pensando e que te dá arrepios só por isso.

 

Estamos falando de uma conversa maior, do tipo de conversa que muda o mundo. E, se não mudar, certamente irá inspirar a pessoa que vai fazer isso.

 

Você já parou para pensar qual a grande conversa que sua família precisa ter? Que as pessoas no seu ambiente de trabalho? Seus amigos, sua companheira ou seu companheiro, seus pais. Qual a próxima grande conversa que qualquer uma de suas tribos precisa ter?

 

E sua cidade? Qual a Grande Conversa que sua Cidade precisa ter?

Qual a grande conversa que São Paulo, Tokyo, Nova Iorque, Londres, precisam ter?

Você já parou pra pensar nisso? Uma CIDADE, INTEIRA, conversando sobre o mesmo tópico. Buscando soluções, resoluções, ideias, inspirações, contatos.

Uma CIDADE, INTEIRA, tendo a MESMA conversa.

Foi isso o que pensamos aqui em Blumenau.

 

 

*Um Breve Briefing para você, caro leitor*

Desde o começo do ano, o Uma Boa Dose vem mudando e acredito que você tenha percebido isso. Queremos que essas boas doses transbordem das suas telas e comecem a pintar a vida de cada um de vocês. Por isso, temos tentado trazer ao Uma Boa Dose um conceito chamado OnLife. Para vivermos, de corpo e alma, tudo isso que nos propomos semanalmente aqui.

Cada um de nós encontra várias formas de fazer isso e transformar o Uma Boa Dose em nosso diário de bordo. Não mais criando histórias, mas contando-as de fato.

*De volta às Próximas Grandes Conversas*

 

 

A 1ª Grande Conversa que Blumenau precisava ter. Era assim que eu gostava de considerar o 1º TEDxBlumenau, que aconteceu dia 01 de Fevereiro de 2015.

A cidade inteira se juntou e conversou sobre Conexões que Quebram Paradigmas. Conexões com seu eu verdadeiro, com um grupo de pessoas, com uma única pessoa, com a música, com arte, com design, enfim. Os paradigmas quebrados foram igualmente variados. Paradigmas internos, externos, interdependentes, de um grande público ou de um pequeno grupo foco.

Se você quiser conferir as ideias que foram compartilhadas,e sobre o que Blumenau conversou, é só entrar aqui: TEDxBlumenau Playlist

 

E há 2 meses, mais ou menos, tivemos que pensar nisso. Qual a próxima grande conversa que Blumenau precisa ter?

É notável a quantidade de movimentos que surgiram em Blumenau nos últimos 10 meses e tudo indica que teremos um cenário brilhante pela frente.

 

Mas, em nosso ponto de vista, infelizmente ainda é errado acreditar que todas (ou a grande maioria) das pessoas aqui da cidade acreditam que tem o poder de mudar algo. Essa percepção vem até nós por vivermos, eu me incluo nisso, numa bolha de pessoas que acreditam ter o poder para mudar algo e que de fato o fazem. Mas essa bolha tem um limite.

E essa bolha precisa estourar.

 

Acreditamos que quanto mais gente engajar-se com esses movimentos, ou até mesmo juntar-se com outras pessoas e criar outros movimentos, mais gente estará entrando nessa bolha. Mais gente, estará vindo para “o lado de cá”, das pessoas que acreditam ter o poder de mudar algo em suas próprias mãos. Das pessoas que mudam. – Isso é Sinergia.

E a partir do momento que isso acontecer, estas mesmas pessoas estarão empoderadas. E com isso, elas terão uma revelação, dentro delas. E entenderão que elas, também, tem o poder de mudar o que desejarem. – Isso é Catarse.

 

Sinergia e Catarse. Esta, é a Próxima Grande Conversa que acreditamos que Blumenau precisa ter.

 

 

E por aí, qual Grande Conversa precisa acontecer?

Humberto Cardoso Filho

Humberto Cardoso Filho

Paulista radicado em SC, publicitário por formação e escritor por Hobby. Apareço, normalmente, 2 quartas por mês aqui no Uma Boa Dose compartilhando um pouco do meu mundo. Apaixonado por trabalho voluntário, hoje sou Organizador do TEDxBlumenau. Acredito que histórias tem, sim, poder transformador e busco usar as palavras com esse objetivo.
Humberto Cardoso Filho

Últimos posts por Humberto Cardoso Filho (exibir todos)

Experimente também

Manifesto contra as pessoas chatas

Por Carla Mereles

Não sei falar sobre otimismo. Nem sobre Papai Noel ou qualquer outro assunto do qual não tenho conhecimento de causa. […]

A menininha e meus sonhos

Por Murilo Igarachi

Era uma típica tarde de quando tinha lá meus 11 ou 12 anos: depois das aulas da escola, passava o […]

Degustando...