METAS GLOBAIS: A soma do individual e do coletivo.

dobem_Topo-Blog

Mesmo que eu quisesse, jamais conseguiria falar de apenas UMA das Global Goals, então resolvi falar de todas que eu MAIS apoio e me dedico. Acredito na frase clichê que diz que devemos ser a mudança que queremos ver, para mim, apoiar o projeto significa tentar viver ao máximo tudo que ele propõe.

#1 – ERRADICAÇÃO DA POBREZA

“Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares”.

As coisas mais simples da vida como água encanada, uma coberta, um teto sobre a cabeça, um vaso sanitário, um fogão, as vezes nós (que possuímos) damos pouca importância. Mas hoje, só no Brasil, aproximadamente 10.452.383 pessoas vivem em extrema pobreza, sem desfrutar de coisas básicas. Mesmo que a consciência coletiva trate o estado como provedor, esperando que ele resolva todos os problemas, vemos, cada dia mais, que essa não é a realidade. Indiferente de todos os problemas que temos em questões políticas, o fato é que nenhum ser humano merece viver em situações degradáveis. Numa perspectiva pessoal, acredito que cada um de nós necessita assumir a responsabilidade pela comunidade, e que todos juntos possamos auxiliar para que a vida de milhões de pessoas possa mudar. Se cada indivíduo refletisse diariamente, por alguns minutos, sobre soluções, talvez até 2030 de fato não teríamos mais essas condições. Comece por você, comece devagar, mas comece agora.

#2 – ERRADICAÇÃO DA FOME

“Acabar com a fome e a inanição, alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável”.

A terra é fértil, o alimento é abundante, mas o egoísmo e a falta de consciência nos distraem. A gente compra mais comida que consegue comer, comemos o que agrada nosso paladar, mas pouco do que nutre o nosso corpo. Longe dos nossos olhos, ou próximas, mas despercebidas, muitas pessoas passam fome e não tem, por vezes, NADA para comer. Além da escassez e falta de equilibro na distribuição do alimento, o tema também fala sobre a nutrição, a falta de conscientização sobre a quantidade de agrotóxicos que ingerimos, sobre uma variedade de produtos químicos que existem nos produtos industrializados, entre tantas outras informações. Mesmo com a quantidade de conhecimento que temos disponível hoje, ainda me pergunto, qual a solução para a nutrição no planeta? Compartilhem suas ideias nos comentários!

#3 – SAÚDE DE QUALIDADE

“Garantir uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades”.

Praticar exercícios, comer alimentos nutritivos e saudáveis, ter um ambiente equilibrado e agradável, diminuir o stress, melhorar a qualidade de vida, sermos mais conscientes dos nossos atos e das nossas escolhas. Saúde de qualidade vai muito além do acesso ao médico e cuidados descentes, mas especialmente prevenir as doenças. É necessário ter a clareza que tanto nossos atos em comunidade, quanto nossos atos privados são essenciais para fazer essa meta acontecer. Dar o exemplo, não só promover o discurso da vida saudável, mas vivê-la e auxiliar que outros tenham acesso a ela também.

#4- EDUCAÇÃO DE QUALIDADE

“Garantir educação inclusiva para todos, e promover oportunidades de aprendizagem equitativa e de qualidade ao longo da vida”.

Talvez esse seja o assunto mais relevante e que mais necessita nossa atenção, na atual realidade brasileira. Garantir educação para as crianças e também para os adultos tem o poder de causar uma mudança extraordinária de cultura, de segurança, de autoimagem, de civilidade. Mesmo que você não esteja ligado aos órgãos que têm a responsabilidade direta pela mudança da educação formal, existe a possibilidade de fazer parte da mudança. A ideia é que apoie projetos independentes que estão acontecendo e fazendo acontecer, vá atrás e auxilie no que puder, nem que seja só compartilhando as ideias.  Afinal, informação também é educação, quanto mais você auxiliar a espalhar, melhor! Vou deixar aqui alguns exemplos de projetos ou incentivadores que acho divinos:

Caindo no Brasil

Artemisia – Educação

ViradaEducação

Fundação Lemann – Educação

#5 – IGUALDADE DE GÊNERO

“Alcançar a igualdade de gênero por meio do fortalecimento das mulheres e meninas”.

A igualdade está em reconhecer, respeitar e admirar as diferenças. Respeito, acima de tudo, é o que a igualdade de gênero exige. Ter a visão de que o fato de sermos mulheres nos engrandece e jamais nos diminui. O assunto é extenso e exige uma mudança de hábitos, mas meu desejo é que cada mulher e cada menina consiga “ser por completo”, que use o máximo do seu potencial, sem ter vergonha do seu corpo, seu jeito, suas ideias, pensamentos, ou qualquer outra qualidade que possua, e que sejam valorizadas por isso. #girlpower

#6 – ÁGUA LIMPA E SANEAMENTO

“Garantir disponibilidade e manejo sustentável da água e saneamento para todos”.

Algo TÃO básico, água limpa e condições dignas de vida. Água potável é com certeza algo que encaramos como “garantido” e não conseguimos mensurar no nosso dia-a-dia o fato de que ela vai acabar. Mas vai. É um fato. E agora?

Projeto americano muito legal: water.org  #ficaaideia #ficaadica

#9 –  INOVAÇÃO E INFRAESTRUTURA

“Construir infraestrutura resiliente, promover a industrialização inclusiva e sustentável, e fomentar a inovação”.

Estava assistindo ESTE vídeo esses dias sobre uma das empresas que o Google está investindo. O vídeo mostra um robô com uma estabilidade fantástica. Fiquei refletindo sobre a facilidade do uso desse robô em auxílio aos bombeiros, à polícia, aos deficientes físicos e várias outras atividades cotidianas. Isso é só uma ponta do que a inovação pode fazer pela sociedade. Vamos trabalhar para que todos tenham acesso à essas tecnologias.

#11 – CIDADES E COMUNIDADES SUSTENTÁVEIS

“Tornar as cidades sustentáveis e os assentamentos humanos inclusivos, seguros e resilientes”.

Acho que nesse tópico tudo que eu consigo dizer é: SIM, por favor! Fazer um trabalho continuo e usar a inteligência coletiva na busca de uma cidade sustentável. Usar novas tecnologia e a mudança dos hábitos sociais para cultivar uma cidade segura, prática, sustentável, que consiga se se movimentar e gere uma convivência saudável e pacífica. É pedir muito? Acredito que não, é o necessário, mas exige trabalho e esforço.

#12 – CONSUMO RESPONSÁVEL

“Assegurar padrões de consumo e produção sustentáveis”.

Faz pouquíssimo tempo que esse assunto começou a latejar na minha cabeça com mais periodicidade. E talvez esse seja o tópico mais “fácil” de começar individualmente, se questione muito antes de comprar: qual a necessidade real de adquirir aquilo e qual o impacto que o objeto tem em todo seu trajeto, desde a pré-produção, até ser descartado. Coloquei “fácil” entre aspas, porque mudar hábitos não é fácil, leva tempo, necessita bastante conhecimento. Comece analisando as etiquetas, saiba a origem de onde vem os produtos. Busque se informar quais os países e as marcas que possuem maiores problemas com a fiscalização do trabalho escravo, ou histórico de qualquer tipo de abuso humano no ambiente de trabalho, ou teste em animais. Quais os valores e modo de fabricação das empresas das quais compramos nossos produtos. Pequenos passos que podem fazer uma grande diferença e causar um impacto na vida de muitos seres.

Conheça esse projeto: colibrii.com.br

#16 – PAZ E JUSTIÇA

“Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos, e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis”.

O que vai trazer a paz para o mundo não é a destruição das diferenças, mas a inclusão e o respeito por tudo que existe. Os direitos humanos definiram linhas básicas para como um ser humano deve ser tratado, se cada ser respeitar as individualidades e as coletividades estaremos no caminho para um mundo cheio de paz, um mundo mais justo e compreensivo. Muitos argumentam que as guerras trouxeram avanços para a humanidade, mas a minha mãe me ensinou que existem duas maneiras de aprender: pelo amor ou pela dor. Já estamos intelectualmente desenvolvidos o suficiente para criar e apender pelo bem, podemos deixar o mal de lado.

Mesmo considerando que todas as metas têm sua importância e sabendo que as abordadas aqui teriam uma eternidade de coisas a serem discutidas, falei sobre o pouco que eu entendo, buscando deixar um pouco do meu pensamento e do meu coração em apoio ao projeto. Espero que estas simples ideias inspirem todos a conhecer mais sobre o que cada um pode fazer. Sigo no desejo de um mundo melhor para todos.

Gabe Hansel

Gabe Hansel

Uma criança curiosa, uma adulta filosofa, uma adolescente rebelde e uma senhorinha alegre e contadora de piadas. Poderia ser a sinopse de um filme brega, mas é só um resumo das múltiplas personalidade dessa publicitária e atual estudante de administração pública. Gabe tem vícios em Youtube, Netflix, coisas belas, conhecimento, pessoas e mudanças. Aqui no Uma Boa Dose encontra espaço para refletir sobre a vida, amores, histórias e experiências, e ama compartilhar tudo isso com vocês.
Gabe Hansel

Últimos posts por Gabe Hansel (exibir todos)

Experimente também

Um do outro

Por Ingrid Tanan

Eram perfeitos um pro outro, Pedro e Laura. Tão feitos um pro outro que foram logo gravando o amor na […]

O Cravo e a Rosa

Por Humberto Cardoso Filho

  Eram como linhas paralelas e, por isso, jamais iriam se cruzar.   Por mais que ela preferisse morango e […]

Degustando...