Fonte: Put A Wedge In It Blogs

36 Meses de Gratidão, Ad Infinitum.

“Um dia alguém vai te abraçar tão apertado, que todos os seus pedaços vão se juntar de novo.”

Sempre acreditei nisso. Embora meus pedaços estivessem juntos e muito bem, obrigado.

Desconfiava do mundo, era enjoado pra comida e mais enjoado ainda para pessoas. Logo eu, que nunca gostei de quase nada, fui gostar de você.

 

 

 

Essa carta é pra te dizer Obrigado.

Essas palavras, cada uma delas, são pra te Agradecer.

 

Por ser você.

E você é teimosa, mesmo quando eu estou certo. E Você é dengosa, mesmo quando não tem nada. E você demora, quando eu estou com pressa. E você grita quando é pra falar baixo. E você é fofa, mesmo fazendo o maior esforço do mundo pra ser. E você é incrível. Por tudo que te faz ser você, você é incrível.

 

Essa carta é pra te dizer Obrigado.

Essas palavras, cada uma delas, é pra te Agradecer.

Por entrar na minha vida. Por ter arrombado a porta, pego uma cerveja na geladeira e sentado no sofá. Por ter me dado as chaves pro teu sorriso e a palavra mágica pro seu coração.

 

Essa carta é pra te dizer Obrigado.

Essas palavras, cada uma delas, é pra te Agradecer.

Por, de certa forma, ter me esperado. Sempre existiu e vai existir, no mundo, uma pessoa que espera outra. Seja no meio de um deserto, no meio do temporal, ou numa sexta feira a noite com uma cerveja gelada e um bilhete dizendo “Parabéns, Te Amo Muito!” E quando estas pessoas se cruzam e seus olhos se encontram, todo o passado perde qualquer importância, todo futuro é redesenhado e o único momento que parece existir é aquele.

 

Essa carta é pra te dizer Obrigado.

Essas palavras, cada uma delas, é pra te Agradecer.

Por, hoje em dia, me abraçar tão apertado que todos os meus pedaços se juntam de novo.

 

Essa carta é pra te dizer Obrigado.

Essas palavras, cada uma delas, é pra te Agradecer.

Por rir sem motivo e nós dois sabermos o porque. Por me fazer querer você. Por ser corajosa e me querer de volta.

 

 

 

Essa carta é pra te dizer Obrigado.

 

Por esquecer as vírgulas e os pontos finais, por viver dentro dos meus parágrafos e, principalmente,

por ser meu final feliz.

 

 

Humberto Cardoso Filho

Humberto Cardoso Filho

Paulista radicado em SC, publicitário por formação e escritor por Hobby. Apareço, normalmente, 2 quartas por mês aqui no Uma Boa Dose compartilhando um pouco do meu mundo. Apaixonado por trabalho voluntário, hoje sou Organizador do TEDxBlumenau. Acredito que histórias tem, sim, poder transformador e busco usar as palavras com esse objetivo.
Humberto Cardoso Filho

Últimos posts por Humberto Cardoso Filho (exibir todos)

Experimente também

Maresia

Por Humberto Cardoso Filho

Foi viajar e, ao invés de deixar a chave em casa, deixou o coração.     Norte, Sul, Leste, Oeste… […]

Corda Bamba

Por Humberto Cardoso Filho

Eles preferem se equilibrar. Como todos bons equilibristas, sabem que agora só equilibram-se bem por já terem caído antes. E […]

Um comentário

Degustando...