Fonte: tumblr

17 METAS E UM POEMA

Foi ainda embalada por uma boa dose de Brasil que ouvi falar pela primeira vez nas Global Goals (em português, Metas Globais), lançadas pela ONU em prol da erradicação da extrema pobreza, do combate às desigualdades e injustiças e da desaceleração das mudanças climáticas.

Assisti encantada ao vídeo “We The People” (https://www.youtube.com/watch?v=RpqVmvMCmp0) e conheci, meio que superficialmente, o Project Everyone, um projeto do cineasta Richard Curtis para divulgar as metas globais pelo mundo afora.

Apesar das metas terem sido divulgadas recentemente (no dia 25 de setembro, para ser mais precisa), já encontrei artistas e instituições brasileiras apoiando a campanha e batalhando firme na divulgação do projeto. Foi então que decidi partir para a ação e fazer minha parte.

Resolvi criar algo bem descontraído, que transmitisse a mensagem completa da ONU – e, claro, a minha também. Assim, surgiu o poema Metas Globais. Em negrito, estão as 17 metas, determinadas por 193 países, com o objetivo de, em 15 anos, tornar o mundo um lugar melhor. Em todos os países. Para todas as pessoas. Vamos nessa?

METAS GLOBAIS

Já era tempo, mas que beleza
Resolveram erradicar toda a pobreza
Agora é sério, falaram os homi
Em canto algum vai ter alguém passando fomeMeta global, todo mundo afim

Qualidade na saúde pra você e pra mim
Botar mais foco na sociedade
Pra garantir educação de qualidade

Que seja eterno e não efêmero
E essa mudança também traga igualdade de gênero
Nunca vi disso, mas é verdade
Chegou a hora de reduzir toda desigualdade

Pra assegurar o futuro da nação
Tem que haver infraestrutura e muita inovação
O tamanho do desejo é astronômico
Empregos dignos garantindo crescimento econômico

Não é modinha de momento
A meta inclui água limpa e também saneamento
Presta atenção, vê se não erra
Mantenha a vida dentro d´água e sobre a terra

Certas coisas nesse plano são prováveis
É preciso trabalhar com energias renováveis
Comunidades e cidades sustentáveis
Nossa vida, nosso mundo, cada vez mais agradáveis

Quando compra um produto tem que ser confiável
Educando todo povo pra um consumo responsável
Menos lixo já faz parte de medidas didáticas
Combatendo o estrago das mudanças climáticas

Paz e justiça são pra toda a nação
Sem violência, pensa nisso, entra nessa meu irmão
Parcerias pelas metas são a finalidade
Pois pra dar certo tudo isso tem que ter muita vontade

Você já sabe, ouça o que eu digo
O plano é grande e vai dar certo, pode crer, meu amigo
Conte pra todos, deu nos jornais
Estas são sem brincadeira nossas metas globais.

 

 

Ana Kienen

O sorriso é sua marca registrada. Vive com a cabeça borbulhando ideias e novos projetos, lamentando o dia ter apenas 24 horas. Sensível, chora mais de alegria do que de tristeza. Sua capacidade em lembrar memórias de infância é invejável, não deixando escapar aromas e sensações. Professora, gosta de escrever, cantar, dançar e atuar – nada profissionalmente – seu palco é mesmo a sala de aula.

Experimente também

Nós, os Apaixonados pela Cidade

Por João Vítor Krieger

Enamorar-se por sua cidade é um verdadeiro ofício. Explico: há dois tipos de moradores em uma cidade. Digo isso pensando […]

Deixa ir

Por Mariana Toledo

Ninguém gosta de finais. Seja dos mais simples e corriqueiros do nosso dia a dia, como do fim do sono […]

Degustando...