A vontade que tenho de correr

Tenho uma vontade insaciável de correr. Correr por aí, sem parar, sem olhar para trás. Tenho uma vontade louca de correr, correr por correr, correr para sentir o ar entrado e saindo dos pulmões com urgência.

Quero correr pelo mundo, visitar ruas esquecidas nos cantos das memórias humanas. Correr até as pernas doerem. Minha vontade de correr me torna inflexível perante outras alternativas, pois quero fugir. Correr. Correr até que o desconforto torne-se conforto.

Tenho uma vontade impetuosa de correr sem descanso, sem limites. Quero que o vento balance meu cabelo e me beije suavemente enquanto me desloco pelas vielas estreitas de uma cidade qualquer. Quero sentir o coração bater forte no peito, quero respirações pesadas, sofridas, mas quero correr, correr vida à fora.

Desejo que a corrida me canse, me faça parar um dia sem fôlego e que me escorra a intenção de escapar de meu próprio ser. Desejo apenas correr.

Correr e só.

Ingrid Tanan

Ingrid Tanan

A Ingrid é a moça dos sorrisos com covinhas e das bochechas rosadas. Ela aprecia um bom livro e, mais ainda, uma longa conversa sobre ele. Apaixonada por design, música, Friends, marshmallow, Tim Burton, cadernetas, postais e post-its. Acredita que escrever é seu momento – é poder estar consigo e refletir sobre o finito e infinito. Você pode encontrá-la em qualquer livraria de São Paulo ou às sextas aqui no Uma Boa Dose.
Ingrid Tanan

Últimos posts por Ingrid Tanan (exibir todos)

Experimente também

Gratidão, sinônimo de felicidade

Por Gabe Hansel

Sempre busquei pintar cenas e criar situações para explicar como me sinto em relação à vida. Para explicar a gratidão […]

Aos 26

Por Bruna Estevanin

Ao pular da cama, Ao olhar no espelho, Me encara um rosto fino, (quem é?) Frio, maduro e desconhecido Um […]

Degustando...