Ingrid Tanan

Ingrid Tanan

A Ingrid é a moça dos sorrisos com covinhas e das bochechas rosadas. Ela aprecia um bom livro e, mais ainda, uma longa conversa sobre ele. Apaixonada por design, música, Friends, marshmallow, Tim Burton, cadernetas, postais e post-its. Acredita que escrever é seu momento – é poder estar consigo e refletir sobre o finito e infinito. Você pode encontrá-la em qualquer livraria de São Paulo ou às sextas aqui no Uma Boa Dose.

)

Sobre a Escrita

Recentemente li um livro chamado Sobre a Escrita, de Stephen King. Se você não conhece o Sr. King, aconselho você a parar de ler este texto agora e comprar/baixar/ler online qualquer um de seus livros, ou, se preferir, pode começar com os famosíssimos O cemitério, À espera de um milagre, O iluminado, Sob a redoma, […]

O apanhador de conchas

A água cristalina estava tocando gentilmente suas pernas enquanto eles andavam na beira do mar. O sol estava brilhando intensamente no céu, seu reflexo no oceano cintilava como se toda a praia fosse feita de pequenos diamantes, o paraíso na terra. Para os dois meninos, aquilo era vida e a vida era boa. “Eu gosto […]

A vontade que tenho de correr

Tenho uma vontade insaciável de correr. Correr por aí, sem parar, sem olhar para trás. Tenho uma vontade louca de correr, correr por correr, correr para sentir o ar entrado e saindo dos pulmões com urgência. Quero correr pelo mundo, visitar ruas esquecidas nos cantos das memórias humanas. Correr até as pernas doerem. Minha vontade […]

Só o primeiro passo

Eu tenho uma grande dificuldade para começar algo. Não é só dificuldade para sentar e, de fato, fazer, mas todas as implicâncias que envolvem o começar. Inexperiência, erros, dúvidas, problemas em se adaptar, inocência, falta de estimulo e muitos outros sentimentos amedrontadores. Sinceramente, começar algo é mais assustador do que a coisa em si. Nos […]

Nostalgia do futuro

Há dias em que acordo com uma nostalgia diferente. Nostalgia de tudo que ainda posso viver. É até engraçado porque geralmente a nostalgia é um sentimento associado ao passado e às lembranças boas que tivemos em algum período de nossas vidas. Então, me pergunto: como é possível alguém ter nostalgia do futuro? Como alguém pode […]

Poema do (des)apego

Vá. Não me abandones. Não te quero mais. És o que eu preciso. Saia por essa porta e nunca mais volte. Chegue mais perto, Eu rejeito-o. Acolha-me. Não vejo razão para continuar. Não permita que eu parta. Esqueça-me. Jamais se afaste de mim. És tudo que não preciso. És tudo que quero. Me deixe. Fique.

As luzes de natal

Ela está sentada num banquinho castigado pelo tempo, ao fundo as luzes de natal piscam. Ela nem sabe, mas, para mim, a única luz é ela. E tudo pisca dentro de mim. Fico ali só observando; o universo congelou. A fonte de calor que irradia dela me faz acreditar que, talvez, ela sozinha consiga amolecer […]

O amanhã pertence à ninguém

Eis que digo: viva o hoje. É o hoje a razão para todos os seus amanhãs. É o hoje o motivo pelo qual ontem já não estar mais presente. Temos o hoje e, hoje, o hoje basta. Deixe que o amanhã chegue, sem pressa, para fazer o seu papel. Liberte o amanhã para que ele […]

Eis aqui a mudança

Este mês aqui no Uma Boa Dose estamos trabalhando em prol do Global Goals, as metas globais. Alguns exemplos dessas metas são: erradicação da pobreza, erradicação da fome, educação de qualidade, igualdade de gênero, redução da desigualdade, cidades sustentáveis, paz e justiça (para ver a lista completa, acesse o site). A intenção é escrever sobre […]

Página 1 de 3123

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER