Qualquer lugar serve?

Por Évelin Ascari   – Com licença, o senhor sabe onde é que eu pego o ônibus? Aquele que leva pra vida? – Moça, pra vida eu não sei, não. Mas não lembro da gente ter que pegar ônibus. A gente nasce e não tem jeito, já tá vivendo. Assim, sem ninguém perguntar mesmo. – […]

São Domingos

– por Daniely Duarte Não me lembro de entrar. Perdida no ar do som dos pedidos de muitas Marias a uma Senhora, estive em mim quando reparei as cicatrizes das paredes. Em busca de contemplar o encontro nas costas de quem procura, pedi para me sentar ao fundo. A mão esquerda me puxou, enquanto a […]

Negrito

As mangas e carambolas rotas são ornamentos comuns dos passeios e veredas pelas ruas de Assunção. Entre as rachaduras da calçada, brotam flores e se decompõem os frutos das tantas árvores que se espalham por qualquer lado da capital paraguaia. Poderia se dizer até que o Paraguai, à primeira vista, serve de metáfora para o […]

13 Andares

Depois de quase 3 anos por aqui, publicando nas terças-feiras textos quinzenais – embora nem sempre tão quinzenais –, chego a 50 posts. Essa é uma breve história sobre o porquê de escrever e o amor por boas doses. *** “Vem cá, vou te mostrar um lugar diferente”, me diz Gabi, cruzando a passos largos a Plaza […]

O Lugar Mais Feliz do Mundo: Mangas e Carambolas Podres

Pensando no sorriso de Gabi e de tantas risadas sob a chuva, de noites de sol e nessa arte de ser paraguaio que eles cultivam, talvez a lição seja outra. Que haja tantas coisas urgentes para resolver por aqui, não tenho dúvida.

Mas importante mesmo é saber ser feliz. E disso os tricampeões mundiais de felicidade que habitam estas calles e avenidas entendem muito bem disso

Sejamos paraguaios, por um mundo com mais mangas e carambolas no pé, ainda que a calçada esteja rachada.

American Dream

Eu cresci sonhando com Nova York. Quando era criança, assistia ao filme “ABC do Amor” e morria de inveja das crianças que, depois da escola, iam dar uma volta de patins em meio a paisagens maravilhosas e cantos escondidinhos do Central Park. Quando pré-adolescente, conheci as mulheres de “Sex And The City” e desejei, quando […]

Sobre segundos e eternidade

Sou uma observadora. Sou uma observadora e eu vejo. Há dois meses tive a oportunidade de ir à França. Inicialmente, estava com certo receio pela barreira da língua e pelo “famoso” tratamento pouco amigável dos parisienses. Pensando nisso, subir naquele avião para encarar horas nas alturas que tanto me afligem foi um tanto quanto aterrorizante. […]

Quatro jeitos de dizer que a vida é mais legal em Berlim

A capital alemã é extraordinária. Suas cicatrizes, histórias e o lado de contracultura e vida alternativa são provavelmente os pontos em comum de todos os relatos que a gente ouve de lá, mas há muito mais. Pode parecer exagero (e talvez até seja mesmo), mas a cidade estará sempre pronta pra surprender seus visitantes — porque a vida […]

5 coisas que eu aprendi sobre voltar

  – por Natalia Zampieri   Viajei! Perdi países!/ Fui outro completamente/ Por alma não ter raízes. Eu fui, conheci vários lugares com os quais eu sempre sonhei e aprendi um novo conceito de liberdade. Descobri que a viagem em si não termina no desembarque no aeroporto, porque se readaptar à realidade também é parte do processo […]

Dépaysement

Dépaysement n.m. (frech): 1. change of scenery; 2. the feeling that comes from not being in one’s home country. 3. obsolete/exile.   I cabeças introspectivas mexendo-se como os trilhos de lá pra cá a direitas e esquerdas do trem que corre sem o tempo parar junto aos que andam com o mundo a rodar dançam […]

Página 1 de 3123